não é ameça ao Paquistão - Mundo - iG" /

Zardaria diz que Índia não é ameça ao Paquistão

O presidente paquistanês Asif Ali Zardari disse que a Índia nunca foi uma ameaça para o Paquistão e que militantes que atuam na região da Caxemira administrada pelo vizinho são terroristas. Em uma entrevista com o Wall Street Journal, Zardari também pareceu reconhecer que seu governo autorizou os Estados Unidos a realizarem ataques aéreos no Paquistão.

BBC Brasil |

A opinião de Zardari sobre a Índia vai contra a dos militares paquistaneses, que acreditam que o país vizinho representa uma ameaça.

A Índia e o Paquistão já travaram três guerras, mas chegaram a negociar medidas de paz.

Suspeitas
Os militares do Paquistão, poderosos no país, sempre definiram a Índia como uma ameaça real e, no passado, chegaram a apoiar os militantes que atuam na região da Caxemira administrada pela Índia.

Os dois rivais regionais iniciaram negociações de paz no governo do general paquistanês Pervez Musharraf.

Mas as suspeitas dos dois lados sempre foram profundas, e as relações se tornaram difíceis novamente recentemente.

Por isso, os comentários de Zardari representam uma mudança radical com a visão tradicional no Paquistão.

Ataques dos EUA
Segundo o jornal, Zardari também teria reconhecido que os Estados Unidos lançou mísseis contra alvos militantes dentro do Paquistão com o consentimento de seu governo.

"Nós temos um entendimento, no sentido de que nós estamos juntos atrás de um inimigo", disse Zardari na entrevista.

Mas o Exército paquistanês insiste que as forças de coalizão não tem permissão para realizar esse tipo de operação.

As ações provocaram revolta no Paquistão, e os comentários de Zardari podem fazer o mesmo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG