Zardari toma posse na terça-feira como presidente do Paquistão

Asif Ali Zardari tomará posse como presidente do Paquistão na próxima terça-feira (9), sucedendo a Pervez Musharraf, que renunciou mês passado sob ameaças de destituição, indicou Farhatullah Babar, porta-voz do Partido do Povo Paquistanês (PPP).

Redação com agências internacionais |

"Ele se decidiu sobre o protocolo para a posse, que será na terça-feira", declarou.

Zardari, viúvo da ex-primeira-ministra paquistanesa assassinada Benazir Bhutto, obteve mais de dois terços dos votos do Parlamento na eleição presidencial de sábado.

Coalizão

Segundo a correspondente da BBC em Islamabad, Barbara Plett, Zardari é um dos políticos mais controvertidos do país. Durante anos ele foi alvo de alegações de corrupção, embora nunca tenha sido condenado.

O ex-premiê Nawaz Sharif retirou o seu partido, Liga Muçulmana do Paquistão-N (PML-N), da coalizão de governo na semana passada, acusando Zardari de descumprir promessas cruciais.

Ambos divergiram sobre sucessor de Musharraf e o retorno ao cargo de juízes que haviam sido afastados no ano passado pelo então presidente.

Zardari é visto como pró-Ocidente, e colaborador na guerra contra o terror declarada pelo governo americano.

O novo presidente terá que conciliar as exigências dos Estados Unidos, do poderoso Exército paquistanês e o forte sentimento antiamericano no país.

Plett disse que Musharraf tentou fazer isso e fracassou. Os paquistaneses esperam que Zardari tenha mais sucesso, mas encontram pouco em seu passado para encorajar confiança.

Os outros candidatos à Presidência eram Saeeduz Zaman Siddiqui, um ex-juiz apoiado por Nawaz Sharif, e Mushahid Hussain Sayed, indicado pelo PML-Q, que apoiou Musharraf.

    Leia tudo sobre: paquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG