Zardari: Paquistão não permitirá violação de sua soberania

O Paquistão não permitirá que sua soberania seja violada, mesmo por seus aliados, disse nesta quinta-feira o presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, na Assembléia Geral das Nações Unidas, após uma troca de tiros entre tropas paquistanesas e americanas na fronteira com o Afeganistão.

AFP |

"Da mesma maneira que não deixaremos que os terroristas usem o território paquistanês para atacar nosso povo e nossos vizinhos, não podemos permitir que nosso território e nossa soberania sejam violados por nossos amigos", destacou Zardari na tribuna da Assembléia Geral.

Militares paquistaneses e americanos trocaram tiros nesta quinta-feira ao longo da fronteira entre Paquistão e Afeganistão, depois de disparos paquistaneses contra dois helicópteros dos Estados Unidos.

Gregory Smith, porta-voz do Comando americano para o Oriente Médio e a Ásia Central, revelou que soldados paquistaneses de um posto de controle da fronteira foram vistos atirando em dois helicópteros americanos OH-58 Kiowa que acompanhavam uma patrulha de soldados afegãos e americanos a mais de 2 km da fronteira com o Paquistão.

"As tropas terrestres atiraram então na direção da colina atrás do posto de controle para atrair a atenção deles", explicou. "Infelizmente, a unidade paquistanesa decidiu atirar contra as nossas forças, que revidaram".

jm/yw/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG