Zapatero e Evo Morales acertam o fim da dívida bilateral boliviana

O chefe do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, e o presidente Evo Morales acertaram nesta terça-feira o perdão da dívida bilateral boliviana em um acordo que conclui a primeira visita oficial do chefe de Estado boliviano à Espanha.

AFP |

"Assinamos um acordo que põe fim à dívida da Bolívia com a Espanha", declarou Zapatero durante uma coletiva conjunta no Palácio de la Moncloa de Madri.

O chefe do governo espanhol, que num pequeno lapso chamou a Bolívia de Colômbia, explicou que o acordo prevê o perdão da dívida de 77 milhões de dólares e 5 milhões de euros (7,3 milhões de dólares).

"Sessenta por cento serão perdoados, e 40% depositados num fundo para projetos destinados fundamentalmente à educação", precisou Zapatero.

A reunião de Zapatero e Morales conclui a visita oficial que o presidente boliviano realiza à Espanha desde domingo, durante a qual foi recebido pelo rei Juan Carlos I e se reuniu com vários empresários.

gr/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG