golpe antidemocrático em Honduras - Mundo - iG" /

Zapatero diz que não aceitará golpe antidemocrático em Honduras

Nações Unidas, 24 set (EFE).- O presidente do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, defendeu hoje, perante a Assembleia Geral da ONU, a volta à legalidade em Honduras e afirmou que não vamos aceitar um golpe antidemocrático no país centro-americano.

EFE |

Em seu discurso perante a Assembleia, Zapatero disse que a firme defesa da democracia tem hoje o nome de Honduras.

O governante ressaltou o apoio da Espanha e da comunidade internacional aos países latino-americanos, que, após anos de lutas pela democracia e pelos direitos humanos, "decidiram que vão ganhar o desafio de Honduras".

Para o Governo espanhol, a única saída é a restituição do presidente constitucional, Manuel Zelaya, antes que da realização das eleições presidenciais no país, previstas para 29 de novembro.

A Espanha, junto com os países da Organização dos Estados Americanos (OEA) e da União Europeia (UE), decidiu ontem a volta dos embaixadores que foram retirados de Tegucigalpa quando Zelaya foi derrubado, em 28 de junho.

Com o presidente constitucional outra vez no país desde segunda-feira e refugiado na embaixada do Brasil, o Governo espanhol apoia a constituição de uma mesa de diálogo promovida pela OEA para alcançar uma solução dialogada e pacífica à crise. EFE nl/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG