Yushchenko diz que deputado da coalizão participou de envenenamento

Kiev, 24 jul (EFE) - O presidente da Ucrânia, Viktor Yushchenko, disse hoje em entrevista coletiva que acredita que David Zhvania, deputado da própria legenda, esteve envolvido no polêmico envenenamento do qual foi vítima em 2004. Acho que sim, respondeu o chefe Estado ucraniano à pergunta de um jornalista sobre se considera que Zhvania participou do envenenamento. Ao mesmo tempo, Yushchenko especificou que essa é uma forma suave de resposta, a fim de guardar o equilíbrio entre a lei, os órgãos de investigação e as pessoas honestas. Na véspera, o número dois da Secretaria da Presidência, Igor Pukshin, declarou que Zhvania foi um dos organizadores do jantar após o qual Yushchenko ficou doente. Zhvania, direta ou indiretamente, ajudou o candidato presidencial a jantar veneno, acrescentou. O deputado, um dos dirigentes do partido Autodefesa Popular, que integra uma coalizão com o Nossa Ucrânia, a legenda de Yushchenko, foi citado recentemente pela Promotoria, mas recorreu à imunidade parlamentar para não depor. Em junho, Zhvania declarou à BBC que Yushchenko nunca foi envenenado e que os resultados das análises divulgadas tinham sido falsificados. Foi uma intoxicação com comida. O diagnóstico foi estabelecido no mesmo dia.

EFE |

Uma em cada três pessoas no mundo sofre com freqüência desse tipo de intoxicações", disse o deputado, que assegurou que o envenenamento foi inventado pelos dirigentes da campanha presidencial de Yushchenko. EFE bk/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG