A moeda chinesa, o yuan, ainda não está na lista das que podem se tornar uma divisa internacional, considerou nesta terça-feira um diretor do Banco Central da China.

"Somos prudentes quanto ao conceito da chamada internacionalização do renminbi (moeda do povo)", declarou em entrevista à imprensa Guo Qingping, vice-governador da instituição.

"Para uma moeda se tornar internacional, não depende de um país em particular, mas do mercado", acrescentou.

"Para começar, a competitividade econômica da moeda e o mercado financeiro em questão devem ser muito potentes e desenvolvidos, enquanto a moeda em si mesmo deve ser conversível", acrescentou.

"Por fim, o ambiente no qual a moeda é utilizada deve ser estável", acrescentou.

"Tendo em conta todos estes fatores, o yuan não está suficientemente qualificado para se tornar uma moeda internacional", concluiu.

A China está tentando, no entanto, melhorar o peso de sua moeda, que continua não sendo conversível, mediante acordos com países vizinhos para permitir pagamentos limitados em yuans das trocas comerciais, ou mediante acordos de intercâmbios de divisas.

dma-jg/frb/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.