O site do YouTube na Grã-Bretanha vai proibir a postagem de vídeos que mostrem armas sendo usadas como forma de intimidação. O Google, empresa proprietária do site, disse que a medida foi motivada pelas preocupações crescentes em torno do assunto no país.

Em julho, parlamentares britânicos criticaram sites de compartilhamento de vídeos, incluindo o YouTube, argumentando que deveriam filtrar seu conteúdo e banir imagens que exaltem a violência.

O anúncio do YouTube ocorre em meio à escalada do número de crimes cometidos com facas entre jovens na Grã-Bretanha.

"Nós reconhecemos que há uma inquietação em relação a vídeos que mostram armas com o objetivo de intimidar", disse o porta-voz do YouTube.

A ministra do Interior britânica, Jacqui Smith, elogiou a proibição da empresa e pediu que outros sites façam o mesmo.

"A medida é um grande avanço. Eu gostaria que outros sites seguissem o exemplo do YouTube e reforcem a mensagem de que a violência não será tolerada nem na internet nem no mundo real", disse a ministra.

Ameaças diretas por parte de grupos ou indivíduos pela internet vem sendo banida em várias partes do mundo e o porta-voz do YouTube disse que era preciso "refletir leis locais e assuntos sensíveis em alguns países diante dos conteúdos variados postados pelos usuários".

Na Alemanha, o site local do YouTube proíbe a veiculação de vídeos com conteúdo nazista.

Leia mais sobre YouTube

    Leia tudo sobre: youtube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.