Yanukovich mantém vantagem após apuração de 95% dos votos na Ucrânia

Kiev, 8 fev (EFE).- O líder opositor da Ucrânia, Viktor Yanukovich, mantém uma vantagem de mais de dois pontos percentuais sobre a primeira-ministra, Yulia Timoshenko, após a apuração de 94,83% das urnas nas eleições presidenciais do domingo.

EFE |

Segundo informou hoje a Comissão Eleitoral Central, Yanukovich tem 48,23% dos votos, 2,09 pontos percentuais a mais que Timoshenko, que possui 46,14%.

Tendo em vista esses resultados, a maioria dos analistas acredita que a vantagem de mais de dois pontos do opositor sobre a chefe do Governo é matematicamente impossível de ser superada.

Timoshenko reduziu gradualmente sua desvantagem em relação a Yanukovich conforme avançava a apuração, já que ela chegou a ser de mais de 10%.

Como é habitual, o país se dividiu em dois entre as regiões orientais, de influência russa, que respaldaram abertamente Yanukovich, e as ocidentais, que apoiaram Timoshenko.

A estreita margem entre os dois candidatos à sucessão do presidente, Viktor Yushchenko, promete longas batalhas judiciais por cada cédula eleitoral, de acordo com todos os analistas.

Representantes de Timoshenko denunciaram ontem à noite que tinham ocorrido "grandes fraudes" e que, por enquanto, recorreriam perante os tribunais os resultados nos colégios da região de Donetsk, reduto de Yanukovich.

Às vésperas do segundo turno, a própria Timoshenko advertiu que levaria seus partidários às ruas em caso de fraude dos resultados eleitorais.

A participação, que foi de 69%, superou ligeiramente a do primeiro turno três semanas atrás, no qual Yanukovich teve vantagem de pouco mais de 10 pontos percentuais sobre Timoshenko. EFE bk/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG