Os rebeldes xiitas do Iêmen garantiram nesta terça-feira que estão dispostos a alcançar um acordo de cessar-fogo com o Exército iemenita, e asseguraram que não lançarão ataques contra o território saudita, como exigiu Sana no último dia 31 de janeiro, desde que não sejam atacados.

"Nossa posição não mudou (em relação à Arábia Saudita), não atacaremos ninguém, de nenhuma maneira, exceto se nos atacarem", assegura um comunicado emitido pelo escritório do líder rebelde xiita, Abdel Malek al Huti e divulgado em uma site relacionado com o movimento.

Na quinta-feira passada, o Conselho Nacional de Defesa do Iêmen se mostrou disposto a aceitar uma oferta de cessar-fogo proposta pelos rebeldes, desde que se comprometessem a não lançar ataques contra o território saudita, entre outras condições.

Leia mais sobre Iêmen

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.