Xeque mulçumano é assassinado na Nigéria

Assassinato é atribuído a grupo radical islâmica Boko Haram, que em 2008 realizou campanha que matou 800 pessoas

EFE |

Um xeque muçulmano foi morto hoje a tiros no norte da Nigéria, no que a Polícia considera o último assassinato realizado pelo grupo radical islâmica Boko Haram, que estendeu a violência a essa região do país.

O xeque Bashir Mustapha foi morto esta manhã na cidade de Maiduguri (norte) por dois homens que estavam em uma motocicleta e dispararam contra ele, informou a imprensa local. Segundo fontes, o atentado aconteceu em frente à residência de Mustapha.

O xeque tinha se mostrado crítico ao Boko Haram, que, em julho de 2008, foi responsável por uma violenta campanha na qual cerca de 800 pessoas morreram em vários estados do norte do país, uma área predominantemente muçulmana.

O assassinato do xeque acontece dois dias depois do de um líder regional do opositor Partido de Todos os Povos (APP), que também foi atribuído ao Boko Haram.

    Leia tudo sobre: xequeassassinatoBoko Haram

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG