Xangai, 19 ago (EFE).- A cidade chinesa de Xangai terá cerca de 500 táxis e ônibus não-poluentes para transportar os visitantes que forem à Exposição Universal, que acontecerá na metrópole em 2010, informou hoje o jornal Shanghai Daily.

Xangai tentará se somar ao tema central da exposição e reduzir as emissões de gases nocivos graças a veículos elétricos e híbridos (que funcionam com uma combinação de hidrogênio e oxigênio).

Para 2010, Xangai contará com uma frota de 100 ônibus elétricos, que consomem 100 quilowatts/hora por cada 100 quilômetros e em torno de 40% da energia produzida pode ser reciclada, explicaram especialistas da comissão de ciência e tecnologia de Xangai.

Segundo os responsáveis pela comissão, na exposição tentará se fazer com que cientistas e cidadãos de todo o mundo reflitam sobre como melhorar o meio ambiente das grandes cidades.

Por enquanto, Xangai é uma das 22 cidades chinesas incluídas em um programa de economia de energia, que reduz o consumo de energia nos edifícios governamentais e públicos.

A Exposição Universal de Xangai, que será realizada entre primeiro de maio e 31 de outubro de 2010, já conta com 212 participantes confirmados, dos quais 175 são países e 37 são organizações internacionais, e espera alcançar 70 milhões de visitantes, incluindo cinco milhões de turistas estrangeiros. EFE alv/fh/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.