Wongsawat, o cunhado de Shinawatra que se tornou primeiro-ministro

Bangcoc, 17 set (EFE).- O Parlamento da Tailândia elegeu nesta quarta-feira como novo primeiro-ministro do país Somchai Wongsawat, um juiz experiente e cunhado do ex-líder deposto Thaksin Shinawatra, fugitivo da Justiça tailandesa e exilado no Reino Unido.

EFE |

Wongsawat assumiu como primeiro-ministro interino quando o Tribunal Constitucional destituiu, no dia 9 de setembro, Samak Sundaravej do cargo por apresentar um programa culinário na TV local sendo chefe do Executivo Apesar de seus laços familiares com o polêmico Shinawatra, o recém eleito primeiro-ministro é um dos políticos mais valorizados do governante PPP, e é inclusive bem-visto em setores da oposição, por sua boa reputação como juiz e por sua tendência a dialogar.

A família de Wongsawat controla um conglomerado empresarial que tem interesses nos setores das telecomunicações e da construção, e que cresceu notavelmente durante o mandato de Shinawatra (2001-2006).

Os líderes da Aliança Popular para a Democracia, cujos seguidores ocupam o palácio do Governo tailandês desde 26 de agosto, asseguraram que os protestos continuarão enquanto houver no Gabinete membros do PPP, o principal partido da coalizão governamental.

O novo primeiro-ministro e a maioria dos políticos de destaque do PPP procedem da legenda criada por Shinawatra e dissolvida por fraude eleitoral depois do golpe de Estado que há dois anos o afastou do poder.

Somchai Wongsawat, de 61 anos, formou-se em Direito em 1970, e cinco anos depois assumiu como juiz, profissão que exerceu durante duas décadas.

Em 1997, foi nomeado presidente do Tribunal de Apelações de uma das regiões do país, e de 1999 a 2006 ocupou o cargo de secretário permanente no Ministério da Justiça.

Com a chegada de Shinawatra ao poder, a família Wongsawat expandiu seu império na telefonia celular por meio de sua companhia M. Link, criou novas empresas, e assinou acordos vantajosos com o Governo, entre eles um para o fornecimento de computadores e software à companhia estatal de eletricidade.

A irmã de Shinawatra e esposa do novo primeiro-ministro, Yaowapha Wongsawat, dirige o conglomerado que inclui as empresas Telemax, Asia Corporation, M Shop Mobile, e Trunk Radio, além de participações na siderúrgica Strip Mill, segundo a imprensa local.

Após 15 meses de Governo instalado pelos militares golpistas, os aliados do deposto Shinawatra ganharam as eleições com o recém-criado PPP.

Em fevereiro de 2008, o recém-nomeado primeiro-ministro, Samak Sundaravej, nomeou o cunhado de Shinawatra ministro da Educação e vice-primeiro-ministro, posições que manteve até que o Tribunal Constitucional destituiu o chefe do Executivo e Wongsawat passou a ocupar o posto de primeiro-ministro interino.

Apesar de sua relação familiar com Shinawatra, Wongsawat tem uma maior aceitação entre a oposição, por seu tom moderado e sua sólida carreira judicial.

No entanto, a Aliança se opôs à eleição de Wongsawat como chefe do Governo, por considerar que perpetua o legado político deixado por Shinawatra durante seus cerca de cinco anos no poder. EFE grc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG