Wimbledon reforça segurança contra manipulação de jogos

A organização do torneio de Wimbledon deve adotar novas medidas anticorrupção introduzidas no circuito internacional de tênis, depois que um relatório apontou 45 jogos que precisariam ser investigados por suspeita de manipulação de resultados. Pelas novas regras, os jogadores de tênis terão de alertar os organizadores de qualquer contato suspeito de grupos de apostadores em 48 horas.

BBC Brasil |

As quatro entidades que administram o tênis devem aprovar as novas medidas em uma reunião nesta segunda-feira.

Os organizadores de Wimbledon já aumentaram a restrição de acesso aos vestiários dos jogadores, para evitar aproximação de apostadores.

Wimbledon, um dos mais tradicionais torneios de tênis do mundo, começa nesta segunda-feira na Grã-Bretanha.

Sites de apostas
Um relatório divulgado no mês passado sugeriu que 45 jogos do circuito internacional de tênis estariam sob suspeita. Oito destas partidas foram jogadas em Wimbledon.

A investigação foi feita por um órgão independente, depois de suspeitas de que apostadores estariam manipulando os resultados.

A principal suspeita foi referente a uma partida entre o russo Nikolay Davydenko e o argentino Martin Arguello no ano passado na Polônia.

Apesar de estar abaixo de Davydenko no ranking, Arguello era favorito em vários sites de aposta na internet. Ele chegou a perder o primeiro set para Davydenko, mas acabou ganhando o jogo por desistência do russo, que alegou uma contusão no pé. Os dois jogadores negam ter cometido qualquer irregularidade.

O relatório independente afirma que o tênis não é institucionalmente ou sistematicamente corrupto, mas sugere 15 medidas para evitar possíveis irregularidades. Entre as medidas está a criação de um grupo anticorrupção.

Os jogos sob suspeita continuam sendo investigados.

O diretor executivo de Wimbledon, Ian Ritchie, apóia as medidas, mas questiona a existência da combinação de resultados no tênis.

"Acho que você sempre precisa estar a par nos esportes profissionais das ameaças às integridades do jogo. Nós não acreditamos que a ameaça é real ou significativa, mas você precisa lidar com ela e eu acho que todos os esportes profissionais precisam fazer isso", diz ele.

"Eu acho que existe uma grande diferença entre padrões de apostas e combinação de resultados. Só porque existem padrões irregulares, não significa que tem alguém dentro do jogo lidando com coisas da forma errada."
O torneio de Wimbledon começa nesta segunda-feira. O número um do mundo, o suíço Roger Federer, tenta conquistar o sexto título consecutivo, uma marca inédita entre os homens.

Seus principais concorrentes são os atuais campeões de Roland Garros, Rafael Nadal, e do Aberto da Austrália, Novak Djokovic.

No torneio feminino, a americana Venus Williams busca seu quinto título, depois de vencer surpreendentemente no ano passado. Entre as demais favoritas estão a número um do mundo, Ana Ivanovic, e a campeã do Aberto da Austrália, Maria Sharapova.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG