William Daley será novo chefe de gabinete de Obama

Com republicanos no controle da Câmara, presidente se esforça para trazer ao governo nomes com conhecimento em acordo bipartidário

iG São Paulo |

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nomeou nesta quinta-feira William M. Daley como seu novo chefe de gabinete. O anúncio foi feito no fim de tarde em uma coletiva de imprensa na Casa Branca.

"Poucos americanos podem se gabar da ampla experiência que Bill (William) traz para este trabalho", disse Obama ao lado do novo chefe de gabinete. "Mas, acima de tudo, eu conheço Bill como alguém que se preocupa profundamente com seu país".

Daley substituirá Pete Rouse, que ocupou o cargo nos últimos três meses, desde que Rahm Emanuel deixou a Casa Branca para disputar a prefeitura de Chicago. Segundo a agência AP, Rouse continuará no governo como conselheiro do presidente. Ele não queria permanecer no cargo de chefe de gabinete e foi quem sugeriu o nome de Daley.

Aos 62 anos, Daley é executivo sênior do JPMorgan Chase e foi secretário de Comércio dos EUA entre 1997 e 2000, durante o governo Bill Clinton.

Apesar de ter nascido em Chicago, onde Obama iniciou sua carreira política, ele não é amigo pessoal do presidente. Segundo a AP, Daley foi escolhido por Obama por sua credibilidade com a comunidade econômica e pela experiência para lidar com a oposição.

Mudanças

Daley é o primeiro nome anunciado por Obama, que deve fazer uma série de mudanças no governo nos próximos dias.

Gene Sperling, conselheiro do secretário do Tesouro, Timothy F. Geithner, deve ser indicado na sexta-feira como diretor do Conselho Econômico Nacional, o principal cargo de alto escalão na política econômica dentro da Casa Branca. Ele também ocupou a posição no governo Clinton.

Essas medidas, caso sejam concluídas pelo presidente, seriam um sinal de um esforço para trazer para Washington mãos experientes, com conhecimento em acordos bipartidários, conforme a Casa Branca enfrenta a realidade de uma Câmara controlada pelos republicanos, uma ligeira maioria democrata no Senado e o ressurgimento de um movimento popular conservador.

Na quarta-feira, Robert Gibbs anunciou que irá deixar o cargo de secretário de imprensa da Casa Branca no próximo mês. Gibbs será conselheiro de política externa do presidente e irá trabalhar em sua campanha de reeleição. O seu sucessor ainda não foi escolhido.

A partida de David Axelrod, assessor sênior do presidente, e de Messina Jim, vice-chefe de gabinete, ambos os quais estão de mudança para Chicago para estabelecer a campanha de reeleição do presidente, aumentou o impulso para um realinhamento político deste governo.

    Leia tudo sobre: william daleyobamaeuagovernocasa branca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG