WikiLeaks perde mais de US$ 620 mil por semana, diz Assange

Segundo fundador de site, cerca de R$ 1 milhão é perdido semanalmente desde o início da divulgação de documentos diplomáticos

AFP |

O site WikiLeaks enfrenta dificuldades financeiras e perde mais de US$ 620 mil por semana desde que começou a divulgar as notas de diplomatas americanos, afirmou o fundador do portal, Julian Assange, em uma entrevista aos jornais suíços La Tribune e 24 Heures.

Indagado se as pressões sofridas poderão acabar com suas atividades, Assange explicou: "Do ponto de vista pessoal, não. Eu diria, inclusive, que as pressões fortalecem minha determinação. Mas do ponto de vista financeiro, é outra coisa".

"Perdemos mais de 600 mil francos suíços (US$ 620 mil) por semana desde que começou a difusão dos telegramas diplomáticos. Para continuar com nossas atividades, será necessário de uma maneira ou de outra recuperar este dinheiro", acrescentou.

O australiano, atualmente em liberdade condicional no Reino Unido, espera um processo para uma possível extradição para a Suécia, onde é processado por "agressões sexuais". A data de seu processo deve ser fixada durante uma audiência prevista para terça-feira em Londres.

Julian Assange desmentiu os rumores de que teria apresentado um pedido de asilo na Suíça, mas disse que a questão continua em aberto.

"Estamos refletindo sobre o país mais apropriado em termos de segurança para mim e minha equipe. Nada está decidido. A Suíça continua sendo uma possibilidade", declarou. "Tampouco excluímos a Austrália".

    Leia tudo sobre: wikileaksjulian assangesitesuíçasuéciaaustrália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG