Washington rompeu o equilíbrio militar com a Rússia

Os Estados Unidos romperam o equilíbrio militar com a Rússia ao decidir instalar na Polônia elementos de seu escudo antimísseis, declarou nesta quarta-feira o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, na véspera de uma visita à Varsóvia.

AFP |

"Com certeza, a Polônia não entendeu que isto se tornou um elemento de um jogo muito perigoso. O equilíbrio entre as potências militares de Washington e Moscou foi rompido por culpa dos Estados Unidos", afirmou Lavrov em uma entrevista publicada nesta quarta-feira pelo jornal polonês Polska.

A visita de Lavrov, que quinta-feira se reunirá com seu colega polonês, Radoslaw Sikorski, e com o primeiro-ministro da Polônia, Donald Tusk, é a primeira de um alto responsável russo a um país da União Européia (UE) desde o início da crise com a Geórgia em agosto.

A Polônia, que deu seu firme apoio ao presidente georgiano, Mikhail Saakashvili, contra a Rússia, se vingou de Moscou, segundo Lavrov, ao aceitar em plena crise a instalação em seu território de uma base americana com 10 interceptores capazes de destruir em vôos eventuais mísseis balísticos de longo alcance, a partir de 2012.

Este sistema será complementado com um potente radar na República Tcheca, que assinou acordo similar com Washington.

"A Polônia se vingou de nós por termos defendido os habitantes da Ossétia do Sul", afirmou o chanceler russo. "É um comportamento muito mesquinho, além de ser um erro político", acrescentou.

O general Nikolai Solovtsov, chefe das forças estratégicas russas, advertiu nesta quarta-feira que as instalações que acolhem elementos do escudo antimísseis americano na Polônia, República Tcheca ou outro lugar podem se tornar alvos de mísseis intercontinentais russos.

mrm/lm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG