Washington receberá cúpula sobre segurança nuclear

LAquila (Itália), 9 jul (EFE).- Washington receberá em março do próximo ano uma cúpula mundial sobre segurança nuclear, confirmou hoje a Casa Branca.

EFE |

O objetivo dessa cúpula será proteger "materiais nucleares vulneráveis", desmantelar o mercado negro e fomentar a cooperação para impedir o tráfico destes materiais e sua tecnologia, disse o chefe de gabinete do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Mark Lippert, em L'Aquila, onde acontece a Cúpula do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais desenvolvidos e a Rússia).

A cúpula deve contar com a presença de entre 25 e 30 países, e o presidente americano, Barack Obama, começará a enviar os convites na próxima semana.

Segundo Lippert, a convocação ocorre porque Obama acredita que "o terrorismo nuclear é a maior e mais imediata ameaça contra a segurança global".

O presidente americano já tinha antecipado a ideia da cúpula na segunda-feira passada, em entrevista coletiva depois de se reunir, em Moscou, com o chefe de Estado russo, Dmitri Medvedev.

Na ocasião, Obama disse que a Rússia poderia ser a sede da cúpula seguinte.

Durante essa reunião, disse Lippert, os EUA esperam chegar a um acordo para melhorar a luta contra a proliferação nuclear e expandir a energia atômica com fins pacíficos no mundo todo.

"Achamos que esta é outra peça importante da agenda de não-proliferação que o presidente antecipou", disse o alto funcionário americano, que indicou que a cúpula complementaria os esforços dos EUA no terreno bilateral contra a proliferação atômica.

Segundo a Casa Branca, "não devemos esperar que se cometa um ato de terrorismo nuclear para melhorar coletivamente nossa segurança, compartilhar as práticas que consideremos melhores e elevar nossos padrões para a segurança atômica". EFE mv/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG