O Departamento de Estado americano reiterou domingo um apelo às autoridades iranianas para que ajudem a encontrar Robert Levinson, um ex-agente do FBI desaparecido em março de 2007 na ilha iraniana de Kish (Golfo).

"Hoje, por ocasião do segundo aniversário de seu desaparecimento, reafirmamos nosso compromisso de encontrar Robert Levinson para que ele possa se unir à sua família", declarou Robert Wood, porta-voz do ministério das Relações Exteriores americano.

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, já havia pedido ao Irã, em meados de janeiro, para libertar Levinson.

Segundo sua família, ele teria sido rendido na ilha iraniana de Kish para efetuar uma missão sobre o contrebando de cigarros.

O senador americano Bill Nelson afirmou recentemente a Newsweek acreditar que Levinson está vivo, "e detido pelos iranianos".

hif-sgh/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.