Washington não tem plano coerente contra terrorismo (tribunal de contas dos EUA)

A mais de seis anos dos atentados de 11 de setembro de 2001, os Estados Unidos ainda não dispõem de um plano coerente para eliminar a ameaça terrorista, segundo informe do tribunal de contas americano (GAO, na sigla em inglês de Government Accountability Office) publicado nesta quinta-feira.

AFP |

Os Estados Unidos e o Paquistão estão de acordo em que a "Al-Qaeda reconstituiu sua capacidade de atacar e que pôde estabelecer um refúgio nas zonas tribais" na fronteira entre Paquistão e Afeganistão, destaca também o GAO.

Desde o 11 de setembro, a estratégia da segurança nacional americana foi fazer um chamado sistemático a todos os elementos do poder nacional para lutar contra o terrorismo, acrescenta.

Mas os "Estados Unidos" não têm um plano global para destruir a ameaça terrorista e impedir o refúgio nas zonas tribais" do Afeganistão, onde estariam Osama bin Laden e o chefe supremo dos talibãs no Afeganistão, o mulá Mohammad Omar destaca o informe.

pp/cha/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG