Washington e Moscou concordam em negociar rapidamente acordos de desarmamento

Washington e Moscou concordaram em negociar rapidamente novos acordos de desarmamento, anunciaram os chanceleres americano e russo na noite desta sexta-feira em Genebra.

AFP |

O ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, considerou possível a conclusão de um acordo com Washington sobre "as armas ofensivas e os sistemas antimísseis", depois de ter se encontrado com sua colega americana, Hillary Clinton.

"Penso que podemos chegar a um acordo sobre essas armas", declarou Lavrov durante uma entrevista coletiva.

Hillary Clinton, por sua vez, informou que Washington e Moscou "chegaram a um acordo sobre um plano de trabalho" para renegociar o Tratado de redução do número de armas estratégicas (START-1).

"Pretendemos chegar a um acordo até o fim deste ano" sobre o START-1, declarou Hillaru durante a coletiva junto com o colega russo. "Trata-se de uma prioridade para os governos russo e americano", destacou.

"Faremos o máximo para concluir este tratado", afirmou Lavrov.

"Vamos estabelecer uma série de objetivos concretos", acrescentou Hillary Clinton.

Assinado na época da Guerra Fria, o START-1 expira no fim de 2009.

Em janeiro, pouco antes de sua nomeação, a secretária de Estado prometeu renegociar rapidamente este tratado com a Rússia, uma iniciativa elogiada por Moscou.

at/sd/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG