Washington comemora prisão de suspeitos dos atentados de Mumbai

O governo americano saudou, nesta quinta-feira, a prisão, no Paquistão, de seis paquistaneses suspeitos de terem planejado os atentados de Mumbai, no fim de novembro, considerando a medida muito positiva.

AFP |

"Tínhamos pedido ao Paquistão, e a Índia também fez isso: cooperar plenamente para levar os responsáveis pelos atentados à Justiça", declarou o porta-voz do Departamento de Estado, Robert Wood.

"Então, isso é, evidentemente, um passo muito positivo", elogiou, durante entrevista coletiva, acrescentando que "acho que isso mostra que o Paquistão é sério em seus esforços contra as pessoas que podem ter cometido o atentado".

Os ataques cometidos em Mumbai, no final de novembro, nos quais 174 pessoas morreram, foram "em parte planejados no Paquistão", reconheceu hoje o diretor do Ministério paquistanês do Interior, Rehman Malik, em uma coletiva de imprensa.

"O incidente aconteceu na Índia, mas parte da conspiração foi tramada no Paquistão", declarou Malik, destacando que a polícia paquistanesa deteve seis pessoas ligadas aos ataques, com base em informações fornecidas pela Índia.

O governo indiano atribui os ataques ao grupo islamita armado paquistanês Lashkar-e-Taiba.

sl-jit/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG