Washington comemora acordo político no Líbano

Os Estados Unidos comemoraram o acordo político concluído nesta quarta-feira no Líbano, após cinco dias de negociações em Doha, o que classificaram de necessário e positivo para pôr fim a 18 meses de crise política que ameaçava provocar uma nova guerra civil.

AFP |

O acordo, concluído com a ajuda do Qatar e da Liga Árabe, "é realmente bem-vindo", declarou o secretário adjunto de Estado para o Oriente Médio, David Welch, durante uma entrevista coletiva à imprensa.

"É um avanço positivo e necessário para alcançar os objetivos da iniciativa da Liga Árabe para o Líbano", afirmou Welch.

A maioria parlamentar libanesa, apoiada pelos países ocidentais, e a oposição, que tem o respaldo do Irã e da Síria, conseguiram nesta quarta-feira entrar em um acordo que prevê a eleição de um novo presidente e põe fim aos 18 meses da crise política que ameaçava desencadear mais violência.

Ambas as partes concordaram principalmente com a nomeação para presidente do chefe das forças armadas, o general Michel Sleiman, a formação de um governo de união nacional e a proibição do uso de violência com fins políticos.

sl/cl

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG