O governo dos Estados Unidos ameaçou nesta quarta-feira suspender sua ajuda à Guiné, que somou 15 milhões de dólares este ano, caso os militares golpistas não devolvam o poder aos civis o mais cedo possível.

"Uma das coisas que queremos de maneira imediata é o restabelecimento de um sistema democrático civil", declarou o porta-voz do departamento de Estado, Robert Wood, à imprensa.

Perguntado sobre a eventualidade de uma suspensão da modesta ajuda americana à Guiné, Wood respondeu: "Sim, estamos analisando exatamente este tipo de coisa, mas ainda não tomamos qualquer decisão".

"Vamos consultar nossos aliados na região e nossos aliados europeus para ver que pressão podemos exercer".

O golpe de Estado na Guiné ocorreu horas após o anúncio da morte do presidente Lansana Conté, no poder desde 1984.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.