Vulcão Merapi, na Indonésia, tem sua erupção mais forte

Mais de 47 mil pessoas já foram evacuadas da região

EFE |

Jacarta - O vulcão Merapi, que já causou 36 mortes na ilha de Java, na Indonésia, teve neste sábado sua erupção mais forte e que causou maior estrondo desde a primeira, na última terça-feira, indicaram testemunhas e fontes oficiais. A forte erupção levou as autoridades a ampliar até mais de um quilômetro o perímetro de segurança estabelecido ao redor do vulcão e a mudar de posição alguns dos controles policiais e do Exército.

Na sexta-feira o vulcão expeliu grandes nuvens de gás e cinza incandescente, além de lava pela primeira vez. Desde terça-feira, 47 pessoas foram internadas em hospitais da região, segundo dados da Agência Nacional de Controle de Desastres. Um total de 47.906 indonésios, a maioria dos habitantes da área, se refugiou nos centros de amparo montados além do perímetro de segurança de 10 quilômetros de raio em torno do Merapi.

As erupções do vulcão, cujo nome significa "Montanha de Fogo", coincidem com o atendimento das equipes indonésias de socorro aos milhares de desabrigados pelo terremoto e o tsunami que atingiram as costas do arquipélago de Mentawai, junto à ilha de Sumatra.

Pelo menos 408 pessoas morreram e 303 permanecem desaparecidas no arquipélago, um dos destinos favoritos na Ásia para os praticantes de surfe. A Indonésia está situada no chamado 'Anel de Fogo do Pacífico', uma zona de grande atividade sísmica, e pelo menos 129 de seus mais de 400 vulcões estão ativos.

    Leia tudo sobre: iGindonésiaerupçãovulcão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG