Autoridades pediram aos pilotos de aviões que evitem sobrevoar a região

O vulcão Bulusan entrou em erupção nesta segunda-feira, no leste das Filipinas, cuspindo uma enorme coluna de cinzas e vapor de até três quilômetros de altura, que cobriu parcialmente as localidades próximas, informaram fontes oficiais.

A explosão se prolongou durante 19 minutos e "foi acompanhada de um som estrondoso que foi escutado a dez quilômetros de distância", segundo o Instituto de Vulcanologia e Sismologia (Philvolcs). O monte fica na província de Sorsogon, 250 quilômetros ao sudeste de Manila. O Phivolcs recomendou aos moradores que permaneçam a uma distância de pelo menos quatro quilômetros do vulcão, já que existe risco de explosões repentinas e expulsões de fumaça e cinzas.

Vulcão Bulusan lança coluna de cinzas a 2 km de altura
AP
Vulcão Bulusan lança coluna de cinzas a 2 km de altura

As autoridades também advertiram aos pilotos de aviões que evitem sobrevoar a região próxima ao cume do Bulusan e sobre o perigo de deslizamentos de terra em rios e vales.

Em novembro do ano passado, cerca de 3 mil pessoas abandonaram suas casas depois que o mesmo vulcão cuspiu outra coluna de cinza e vapor de dois quilômetros de altura.

O diretor do escritório local de proteção civil, Raffy Alejandro, disse que na tumultuada manhã ao menos 2,7 mil pessoas que vivem em duas aldeias situadas ao redor da cratera. Fontes militares acreditam que ao menos 70 mil residentes de 70 povoações próximas serão afetadas, se o vulcão entrar em erupção -  algo que aconteceu pela última vez em 2006, sem provocar vítimas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.