Vulcão chileno reduz atividade mas segue em fase crítica

SANTIAGO (Reuters) - O vulcão chileno Llaima, um dos três mais ativos da América do Sul e que entrou em erupção no final de semana, reduziu subitamente sua intensidade nas últimas horas mas ainda segue em uma etapa crítica pela obstrução de sua cratera, disse o Governo nesta quarta-feira. O Llaima, situado a cerca de 700 quilômetros ao sul da capital chilena, entrou em erupção na noite de sexta-feira após permanecer em período de calma desde meados do ano passado, o que obrigou a retirada de dezenas de pessoas das regiões próximas ao vulcão.

Reuters |

Mas desde terça-feira o vulcão reduziu bruscamente a intensidade até alcançar um nível eruptivo baixo e com pouca emissão de cinzas.

O Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin) classificou a situação do vulcão como "ainda crítica", devido à instabilidade em seu comportamento e à obstrução de sua cratera.

(Reportagem de Antonio de la Jara e Simon Gardner)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG