Vulcão chileno deixa cidades argentinas cobertas de cinzas

BUENOS AIRES (Reuters) - Várias cidades argentinas amanheceram cobertas de cinzas nesta segunda-feira, devido à atividade do vulcão Chaitén, no Chile, enquanto aulas e vôos na região foram suspensos . A televisão mostrou carros e ruas cobertos de cinzas e os vilarejos pareciam vazios porque a maioria da população acatou a recomendação oficial de ficar em casa.

Reuters |

'Tivemos 48 horas com uma visibilidade de 400 metros, com chuva de cinzas. Por sorte funcionou bem o fornecimento de materiais', disse à televisão Raúl Diez, prefeito de Corcovado, cidade andina na província de Chubut.

Em Corcovado, como em muitos vilarejos da área, as aulas e os vôos comerciais estão suspensos. Não foram registrados problemas de saúde significativos entre a população.

'Não houve problemas de saúde complicados, a não ser algumas pessoas com olhos irritados. Mas, em geral, a situação de saúde na área é ótima', acrescentou Diez.

Em Trevelin, cidade próxima a Corcovado, os moradores se preparam para que a situação piore.

'Nunca tínhamos visto isso, temos que esperar. Nestes dias, dizem que virá mais vento e também mais cinzas. Saio para fazer minhas coisas coberta por um lenço, é incrível', disse uma moradora de Trevelin.

O serviço meteorológico nacional prevê que na área afetada pelas cinzas ocorra 'uma intensificação dos ventos no oeste, a partir da tarde de hoje (segunda-feira)'.

'Entre a madrugada e a manhã de terça, os ventos voltarão ao sul e começarão a diminuir sua intensidade à tarde', acrescentou o serviço.

(Reportagem de César Illiano)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG