Vulcão chileno continua apresentando atividade sísmica

Puerto Montt (Chile), 11 mai (EFE).- As cinzas que continuam saindo do vulcão Chaitén, em erupção desde o dia 2 de maio, seguiram hoje para o leste, atingindo a localidade fronteiriça de Futaleufú e o território argentino, disseram as autoridades.

EFE |

Ao mesmo tempo, especialistas do Serviço Nacional de Geologia e Mineração constataram que continua a atividade sísmica no interior do vulcão, a uma profundidade de cinco e sete quilômetros.

Um relatório do Escritório Nacional de Emergência informou que a coluna da erupção mantém uma altitude de 5.500 a 7.000 metros e as cinzas, levadas pelo vento, se deslocam em sentido sudeste-leste, para Futaleufú e para o território argentino.

A evacuação total em um perímetro de 50 quilômetros em torno ao vulcão foi ordenada diante do temor de que aconteça uma explosão, que, por uma mudança de pressão dos gases, provoque a saída do material vulcânico.

A temperatura deste material se calcula em cerca de 400 graus centígrados e poderia expandir-se a 300 km/h pelos vales e rios da região.

A presidente Michelle Bachelet advertiu ontem que em tal caso a cidade de Chaitén, que fica a apenas 10 quilômetros da cratera, seria arrasada em seis minutos. EFE frf/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG