Tamanho do texto

Santiago do Chile, 26 jul (EFE).- O vulcão Chaitén ameaça iniciar um novo e violento ciclo eruptivo diante da intensa atividade sísmica que foi registrada desde a última quinta na região, a 1.

220 quilômetros da capital chilena, informam vulcanólogos.

Os mais de 200 movimentos telúricos registrados nas últimas 48 horas (a maioria não percebidos pela população) indicariam a presença de um novo curso de magma sob o maciço, disse hoje o diretor do Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin), Jorge Muñoz, para a imprensa local.

"Uma nova injeção de magma na profundidade e uma obstrução do conduto superior constituem o pior cenário que poderíamos ter", declarou Muñoz.

"Isto significa que em algum momento, no prazo de dias, poderíamos ter uma reativação do vulcão através de uma grande explosão", concluiu. EFE mw/fal