REYKJAVIK (Reuters) - Um vulcão que jorra lava no sul da Islândia mostrou sinais de aumento de atividade nesta segunda-feira, levando cientistas a alertar sobre a possibilidade de uma erupção ainda mais poderosa em uma área geológica próxima. A erupção perto da geleira Eyjafjallajokull, iniciada pouco depois da meia-noite de sábado, enviou vapor a quatro quilômetros de altura e está se intensificando gradualmente, afirmou o geofísico Steinunn Jakobsdottir a um jornal local.

Outro cientista disse estar preocupado que a atividade poderia causar uma erupção no Monte Katla, um vulcão "extremamente poderoso" localizado debaixo de uma geleira próxima.

"O Eyjafjallajokull dificilmente faz um movimento sem o Monte Katla querer entrar em ação", disse Pall Einarsson, um geofísico na Universidade da Islândia. "É, portanto, de extrema importância observar os eventos com cuidado".

Uma erupção no Monte Katla poderia derreter grandes quantidades de gelo e causar enormes inundações, potencialmente afetando uma cidade próxima de 300 pessoas, afirmou Einarsson. Três erupções anteriores do Eyjafjallajokull causaram erupções no Monte Katla.

No domingo, equipes de resgate retiraram 500 pessoas de uma área rural ao redor do vulcão e a polícia decretou estado de emergência no local. Voos internacionais foram desviados devido ao risco de interferência das nuvens de cinzas.

Não foram registrados estragos ou vítimas.

A última erupção na Islândia ocorreu em 2004.

(Reportagem de Omar Valdimarsson)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.