Tamanho do texto

A Comissão Eleitoral do Zimbábue ordenou a recontagem dos votos referentes às eleições gerais de 29 de março em 23 das 210 circunscrições do país, anunciou presidente da entidade em entrevista ao jornal Sunday Mail.

A Comissão tem "motivos suficientes" para pensar que erros foram cometidos na contagem dos votos nestas 23 circunscrições, afirmou George Chiweshe ao Sunday Mail, destacando que a recontagem será realizada no próximo sábado para as eleições presidenciais, legislativas e senatoriais.

"Todos os votos emitidos para cada eleição em cada circunscrição serão recontados", insistiu o presidente da Comissão Eleitoral.

As queixas levadas em conta pela Comissão foram entregues 48 horas depois das eleições, como estipula a lei eleitoral, acrescentou Chiweshe.

Os resultados são contestados pelo Zanu-PF, no poder, em 22 circunscrições, e pela oposição na vigésima-terceira, informou.

O partido do presidente Robert Mugabe, no poder desde a independência há 28 anos, sofreu sua primeira derrota nas legislativas, perdendo sua maioria na câmara dos deputados, segundo os resultados anunciados na semana passada pela Comissão Eleitoral.

A oposição tem 109 cadeiras, contra 97 para o Zanu-PF e um independente. Três cadeiras não foram atribuídas devido à morte de candidatos.

O resultado da eleição presidencial ainda não foi comunicado, duas semanas depois da votação.

sn/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.