A Comissão Eleitoral afegã anunciou nesta quinta-feira que invalidou por motivo de fraude alguns votos da eleição presidencial do dia 20 de agosto. Estes foram os primeiros votos invalidados, apesar das centenas de alegações de fraude.

Foram invalidados votos em três províncias. Em Paktika, sudeste do país, cinco seções eleitorais tiveram seus votos anulados, em Ghazni, também no sudeste, 27 e em Candahar, no sul, 51.

Quase todos os votos anulados eram para o atual presidente, Hamid Karzai, que lidera a apuração.

Cada seção eleitoral recebe entre 600 e 700 votos.

Acusações
As autoridades afegãs estão investigando seções que apresentaram comparecimento de 100% dos eleitores ou em que um único candidato conquistou mais de 95% dos votos.

A Comissão Eleitoral já havia determinado a recontagem de votos em algumas seções sob suspeita.

Após o anúncio da anulação dos votos, a União Europeia pediu para que os candidatos à Presidência não declararem vitória antes que as alegações de fraude sejam investigadas.

Resultados parciais da apuração indicam que Karzai tem mais de 50% dos votos, número suficiente para evitar um segundo turno.

O segundo colocado, Abdullah Abdullah, vem repetidamente dizendo que o pleito foi manipulado em favor de Karzai.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.