Votação no Parlamento derruba governo no Canadá

Após moção aprovada pelo Parlamento, o Canadá agora deve realizar uma eleição no início de maio

BBC Brasil |

selo

O governo do Canadá, do premiê conservador Stephen Harper, foi derrubado nesta sexta-feira, após a aprovação de um voto de desconfiança no Parlamento. A moção, adotada por 156 votos contra 145, foi articulada pelo Partido Liberal, o principal da oposição, apoiado por dois outros grupos opositores. Com isso, o Canadá agora deve realizar uma eleição no início de maio.

As últimas pesquisas indicam vantagem dos próprios conservadores, liderados por Harper, que pode ser reconduzido ao poder. Por outro lado, a expectativa é de que os conservadores não consigam obter maioria no Parlamento.

Rainha
Os opositores decidiram apresentar a moção alegando que o governo não havia esclarecido todos os detalhes financeiros de um programa de investimentos.

O líder do Partido Liberal, Michael Ignatieff, celebrou o “momento histórico” e pediu mais foco no sistema de saúde e de educação do país.

Conforme estabelece a lei canadense, Harper pedirá agora ao governador-geral, David Johnston, que dissolva o Parlamento e convoque as eleições. Johnston é representante da rainha britânica Elizabeth 2ª, oficialmente a chefe de Estado do Canadá.

O procedimento, porém, é apenas uma formalidade, já que o governador-geral segue as diretrizes dadas pelo premiê.

Analistas afirmaram que os eleitores canadenses não demonstram interesse em uma nova eleição – a quarta em sete anos.

    Leia tudo sobre: canadáparlamentogovernoStephen Harper

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG