Voo de Zelaya não chega e aeroporto de Tegucigalpa fecha

Tegucigalpa, 5 jul (EFE).- O aeroporto de Tegucigalpa, cercado por milhares de pessoas que esperam o possível retorno do presidente deposto Manuel Zelaya, foi fechado hoje a voos comerciais e particulares porque já não há nenhum programado, informou à Agência Efe o gerente do terminal, Carlos Cervantes.

EFE |

Segundo ele, "simplesmente não há nenhum voo programado para as próximas horas, nem comercial nem particular", e que os únicos aparelhos que sobrevoam Tegucigalpa são helicópteros da Força Aérea Hondurenha.

O aeroporto foi fechado às 15h (18h, Brasília), antes de incidentes entre seguidores de Zelaya e as forças de segurança na cabeceira sul da pista, aonde os primeiros tentaram entrar pela força, com o saldo de vários feridos.

Simpatizantes que esperam o retorno de Zelaya e membros do Exército se enfrentaram em um extremo da pista do aeroporto de Tegucigalpa, choques que segundo foi confirmado pela Cruz Vermelha Hondurenha à Efe deixaram pelo menos um ferido.

Testemunhas, porém, contaram à Efe que houve tiros e pelo menos três feridos, embora sem dar mais detalhes.

A Cruz Vermelha também informou que várias pessoas tiveram que ser atendidas pelos efeitos do gás lacrimogêneo lançado por militares para dispersar manifestantes.

O aeroporto esteve aberto durante grande parte do dia, enquanto algumas companhias aéreas suspenderam voos e outras os mantiveram.

EFE gr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG