Voltar a crescer 9% ao ano é grande desafio para Índia--premiê

MUMBAI (Reuters) - Retornar a uma alta taxa de crescimento é o maior desafio que a Índia enfrenta, com as fracas chuvas de monção tornando a tarefa ainda mais difícil, disse o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, no seu discurso no Dia da Independência. Ele afirmou ainda que a economia deve melhorar até o fim do ano.

Reuters |

A economia do país deve crescer entre 6,5 e 7 por cento até março de 2010, disse esta semana um alto conselheiro político, igualando-se à taxa de crescimento de 6,7 por cento registrada em 2008/2009, mas bem abaixo dos 9 por cento ou mais, dos três anos anteriores.

"Restabelecer nosso crescimento a taxas de 9 por cento é o maior desafio que enfrentamos", disse Singh. "Nós esperamos uma melhora na situação até o fim do ano."

As chuvas de monção na Índia --a terceira maior economia asiática-- estão 29 por cento abaixo da média até agora, aumentando as preocupações de uma produção agrícola mais fraca e de inflação.

Mas a Índia tem estoques adequados de grãos e o governo irá manter os preços dos alimentos sob controle, afirmou Singh.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG