Volta da violência no futebol choca britânicos

A violência na partida de terça-feira entre o West Ham e Millwall, no leste de Londres, foi considerada uma desgraça para o futebol pelo secretário do Esporte britânico, Gerry Sutcliffe. As brigas envolvendo centenas de torcedores no jogo estão sendo investigadas pela polícia.

BBC Brasil |

Um homem de 44 anos está em situação estável depois de ser esfaqueado no peito. Segundo a polícia, 13 pessoas foram presas no incidente.

"Nós fizemos um enorme progresso em relação ao hooliganismo neste país e não vamos tolerar uma volta à era negra dos anos 80", disse Sutcliffe.

Rivalidade antiga
A rivalidade entre os torcedores do West Ham e do Millwall já dura décadas, mas agora a Football Federation, a Federação de Futebol da Inglaterra, disse que pretende proibir qualquer pessoa envolvida na confusão de frequentar estádios pelo resto da vida.

O campo foi invadido três vezes durante a partida, que foi vencida pelo West Ham por 3 a 1.

Cerca de 200 policiais da tropa de choque e outros 20 da polícia montada estavam em volta do estádio após o jogo para conter os confrontos.

Um bar disse que teve as janelas quebradas enquanto as brigas se arrastavam por quase um quilômetro ao redor do estádio. Torcedores também lançaram garrafas e latas contra os policiais.

Em uma declaração à imprensa, o clube West Ham disse que vai investigar a fundo essa "violência deplorável" e tomar ações sérias contra qualquer um envolvido.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG