Vôlei feminino é destaque em dia no qual Diego Hypolito deixou o ouro escapar

Redação central, 17 ago (EFE).- O grande destaque do Brasil neste dia de provas nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim, certamente foi o vôlei feminino, especialmente após a frustrante sexta posição do ginasta Diego Hypolito na final do solo.

EFE |

A seleção brasileira de vôlei feminino voltou a jogar muito bem e passou com facilidade pela Itália, uma das favoritas ao título, por 3 sets a 0, com parciais de 25-16, 25-22 e 25-17, em partida válida pela quinta rodada do grupo B.

Desta forma, o Brasil terminou a primeira fase na liderança e invicto, sem perder nenhum set e vencendo equipes fortes como Rússia e Sérvia.

Já no hipismo, o cavaleiro brasileiro Rodrigo Pessoa, montanto Rufus, se classificou para a final individual dos saltos após completar seu percurso sem erros, o que lhe dará a chance de defender o título olímpico conquistado em Atenas, em 2004.

Outros dois brasileiros também avançaram na competição. Bernardo Alves, montando Chupa Chup 2, ficou em 30º lugar, e Camila Mazza, com Bonito Z, ficou em 40º.

O único membro da equipe a ser eliminado foi Pedro Veniss, por ter sido derrubado pelo cavalo Un Blanc De Blancs ao pular um dos obstáculos.

Por outro lado, o Brasil ficou de fora da final dos saltos ao terminar as semifinais na décima colocação, com 25 pontos de penalização.

A equipe brasileira foi formada por Pedro Veniss, Bernardo Alves, Camila Mazza e Rodrigo Pessoa.

Veniss teve seu resultado descartado, já que caiu de sua montaria Un Blanc De Blancs. Bernardo e Camila tiveram 12 e 13 pontos de penalização, respectivamente. Com isto, nem o fato de Rodrigo Pessoa ter zerado o percurso bastou para levar o Brasil à final.

No atletismo, Jessé da Silva conseguiu garantir uma vaga na final do salto em altura ao obter a marca de 2m29.

Já Maíla Machado chegou em sétimo lugar na segunda eliminatória dos 100m com barreiras com o tempo de 13s45, sendo eliminada da competição.

A maior decepção do dia certamente foi protagonizada pelo ginasta brasileiro Diego Hypolito, que ficou na sexta colocação na final do solo.

O brasileiro foi o terceiro a se apresentar hoje no tablado do Ginásio Nacional pela final do solo.

Hypolito fez uma série simples para não correr riscos, mas foi penalizado em oito décimos por ter sofrido uma queda em seu último movimento. A pontuação definitiva do brasileiro foi de 15,200.

Além disso, Jade Barbosa somou 14,487 pontos na final do salto da ginástica artística dos Jogos Olímpicos de Pequim e obteve apenas a sétima colocação.

A brasileira, de 17 anos, foi a penúltima a se apresentar no tablado do Ginásio Nacional da capital chinesa.

No primeiro salto, Jade fez uma boa entrada, mas pecou um pouco na queda, flexionando os joelhos com grande intensidade.

No segundo, faltou ainda mais altura, e a brasileira por pouco não encostou os dois joelhos no solo.

A surpresa do dia ficou por conta do anúncio de Daiane dos Santos de que se despedia das competições olímpicas.

"Dou por encerrada minha participação em Jogos Olímpicos, satisfeita com tudo o que consegui. Consegui derrubar barreiras e colocar o Brasil em posições nunca antes alcançadas", declarou a atleta de 25 anos.

No basquete, o Brasil venceu Belarus por 68 a 53 pela quinta rodada do grupo A do basquete feminino.

Entretanto, esta foi a última partida das comandadas de Paulo Bassul na competição, que entraram em quadra já sem chances de classificação para a próxima fase. A equipe fez uma campanha decepcionante e somou quatro derrotas consecutivas na China.

Na vela, Eduardo Couto terminou a classe finn dos Jogos Olímpicos de Pequim na 13ª colocação, com 89 pontos perdidos.

O ouro ficou com o britânico Ben Ainslie, um dos principais nomes da modalidade, que teve apenas 23 pontos perdidos. Já a prata ficou com o americano Zach Railey, seguido pelo francês Guillaume Florent.

EFE plc/fr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG