Vitória trabalhista na Escócia aumenta respaldo de Gordon Brown

Londres, 7 nov (EFE).- O Partido Trabalhista obteve uma cômoda vitória na eleição parcial para deputado realizada ontem na localidade escocesa de Glenrothes, que serviu para o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, começar a medir sua recuperação política.

EFE |

O candidato trabalhista Lindsay Roy obteve uma vantagem de quase 50% sobre os votos do candidato do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Peter Grant, que, segundo as últimas pesquisas de intenções de voto, parecia estar perto de ganhar a cadeira que pertencia ao deputado trabalhista John MacDougall até sua morte, em agosto.

Esta localidade está perto da de circunscrição de Brown, Kirkcaldy e Cowdenbeath, e a votação era vista como uma prova do apoio do eleitorado à gestão do premiê, que, nas últimas semanas, conseguiu subir nas pesquisas de opinião graças à sua gestão da atual crise financeira global.

O pleito foi convocado após a morte de John MacDougall.

Roy obteve 19.946 votos contra os 13.209 de Peter Grant, enquanto os conservadores -primeiros da oposição britânica- ficaram em terceiro lugar, com 1.381 votos.

O primeiro-ministro assinalou hoje que o resultado eleitoral supõe um voto de confiança para o Governo britânico, pela forma como respondeu diante da desaceleração econômica global.

"O que aprendi desta eleição parcial é que o povo está disposto a apoiar Governos que ajudam o povo diante desta desaceleração" econômica, disse Brown.

"Está menos disposto a apoiar a gente que não tem idéia sobre como resolver os problemas que temos", ressaltou.

Durante a campanha eleitoral em Glenrothes, no leste escocês, Brown visitou a circunscrição em duas ocasiões, mas também esteve ali o ministro das Finanças do Reino Unido, Alistair Darling.

O líder do SNP e ministro principal da Escócia, Alex Salmond, foi o político que mais campanha fez em Glenrothes já que visitou mais de dez vezes a localidade para conseguir a vitória.

O partido de Grant não conseguiu repetir em Glenrothes o sucesso que obteve em julho na eleição parcial de Glasgow East, que, anteriormente, era um das cadeiras mais seguras dos trabalhistas.

Ao conhecer o resultado eleitoral, Roy manifestou seu total respaldo ao primeiro-ministro e sua gestão diante da crise econômica.

Brown é "alguém que trabalhou muito duro em nosso nome, não só em Fife (região no leste escocês), mas na Escócia e o Reino Unido durante estes momentos econômicos voláteis".

"Com Gordon Brown, o Reino Unido é forte. Com Gordon Brown, o trabalhismo ganhou aqui em Glenrothes", acrescentou. EFE vg/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG