não na Irlanda anima opositores a Tratado de Lisboa no R.Unido - Mundo - iG" /

Vitória do não na Irlanda anima opositores a Tratado de Lisboa no R.Unido

Londres, 13 jun (EFE) - A anunciada vitória do não no plebiscito realizado nesta quinta-feira na Irlanda sobre o Tratado de Lisboa, relacionado à Constituição da União Européia (UE), encorajou hoje os opositores desse texto no Reino Unido a exigir ao Governo britânico que também convoque um referendo. O resultado do plebiscito irlandês é uma vitória em massa para a democracia e a Constituição não vai agora a lugar algum, apesar da tentativa de nosso Governo de aprová-la precipitadamente sem o plebiscito prometido aos britânicos, disse o líder do sindicato de transportes RMT, Bob Crow. O milionário Stuart Wheeler, que reivindicou nos tribunais uma revisão judicial da recusa do Governo britânico a convocar um plebiscito sobre o Tratado de Lisboa, afirmou que a grande vencedora da consulta irlandesa foi a democracia. Seja qual for o resultado, os irlandeses puderam pelo menos emitir sua opinião. (O primeiro-ministro do Reino Unido) Gordon Brown, por outro lado, negou aos britânicos se pronunciar sobre o Tratado de Lisboa, indicou em declarações reproduzidas pela agência de notícias britânica PA.

EFE |

"Esta é uma votação que uma maioria esmagadora de britânicos pediu reiteradamente", acrescentou Wheeler, que está à espera de que o Tribunal Superior de Justiça do Reino Unido se pronuncie sobre sua solicitação.

O ex-primeiro-ministro do Reino Unido e anterior líder do Partido Trabalhista Tony Blair prometeu um plebiscito sobre a Constituição da UE, que, no final, não prosperou devido à rejeição dos eleitores franceses e holandeses em 2005.

Já Brown rejeitou uma consulta, pois considera que a Constituição do bloco e o Tratado de Lisboa são textos totalmente diferentes.

No entanto, Wheeler considera que não há diferença entre os dois acordos e acredita que o comportamento do Governo "é ilegal", porque prometeu um plebiscito "várias vezes". EFE ep/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG