Uma vitória de Israel sobre o grupo islâmico palestino Hamas na Faixa de Gaza é impossível, estimou nesta segunda-feira a revista especializada britânica Janes, no décimo dia da ofensiva do Exército hebreu na região.

"Uma vitória militar de Israel sobre o Hamas não é possível. A situação da segurança no sul de Israel e em Gaza não melhorará, nem mesmo a longo prazo", disse David Hartwell, analista especializado em Oriente Médio da Jane's.

"Israel estima que ainda tem entre uma semana e dez dias para concluir suas operações em Gaza, que é o tempo necessário para que as pressões internacionais cheguem ao ponto de um compromisso (diplomático)", destaca Hartwell.

O Estado hebreu "também deverá mostrar resultados tangíveis para justificar, junto à população israelense, o custo de vidas e recursos".

Segundo Hartwell, "apesar dos crescentes apelos ao cessar-fogo, os combates prosseguirão em Gaza até que Israel estime ter atingido seus objetivos ou que os Estados Unidos manifestem publicamente sua preocupação (...), hipótese pouco provável a curto prazo dada a situação do governo de George W. Bush".

"O Hamas poderia ceder às pressões egípcias e reconhecer a necessidade de uma trégua, mas um cessar-fogo só ocorrerá se Israel considerar que sua missão militar terminou".

A ofensiva sobre a Faixa de Gaza tem por objetivo declarado acabar com os disparos de foguetes palestinos contra o sul de Israel.

rjm/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.