Jerusalém, 2 dez (EFE).- Israel enterrou hoje as seis vítimas judias dos atentados terroristas perpetrados em Mumbai (ex-Bombaim), entre elas a mexicana Norma Shvarzblat Rabinovich, que tinha planejado imigrar ontem para Estado Judeu.

Dezenas de milhares de israelenses participaram hoje dos enterros das vítimas do atentado, na semana passada, perpretados por vários terroristas à sede da organização judia Chavad, em Mumbai, posteriormente tomada por autoridades indianas, informou a imprensa local.

O funeral da mexicana aconteceu no principal cemitério de Jerusalém, Har Hamenujot, onde estiveram presentes seus três filhos, assim como representantes da Agência Judaica e da Embaixada do México em Israel.

Norma Shvarzblat, de 50 anos, tinha estado nos dois últimos meses viajando pela Índia e visitava o centro judeu quando aconteceu o atentado.

A Mexicana pretendia voar ontem, segunda-feira, a Israel para fazer aliá (migração e obtenção da nacionalidade para qualquer judeu) e poder celebrar o 18º aniversário de um de seus filhos.

"Ironicamente, ela tinha previsto fazer aliá e hoje é enterrada aqui", disse à Agência Efe o porta-voz da Agência Judaica, Michael Jankelowitz.

Segundo ele, embora o Governo não a reconheça como cidadã israelense, pois não pôde obter a nacionalidade, a instituição a considera vítima do terrorismo e dará à família as compensações correspondentes. EFE db/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.