Vítimas do terremoto na Itália recebem primeiras casas pré-fabricadas

Roma, 21 ago (EFE).- Os desabrigados pelo terremoto que castigou no último dia 6 de abril o centro da Itália vão ter acesso, a partir de hoje, às primeiras casas de madeira pré-fabricadas nas quais viverão durante os próximos meses, podendo finalmente deixar os campos de refugiados onde viviam desde a tragédia.

EFE |

Foram construídas 43 casas de madeira entre a localidade de San Demetrio e a cidade de L'Aquila, ambas na região dos Abruzos, epicentro da catástrofe que tirou a vida de 299 pessoas.

Estas construções fazem parte das 320 casas de madeira que a província italiana de Trento, no norte do país, deve doar para alojar mais de mil dos quase 60 mil desabrigados pelo terremoto de 5,8 graus na escala Richter.

As autoridades locais acreditam que as casas estejam prontas antes de outubro e serão distribuídas por municípios de toda a região.

"Mesmo sendo uma pequena província, tentamos fazer alguma coisa e podemos dizer que é um modo de contribuir à unidade da Itália, que tanto se fala nestes dias", comentou hoje o presidente de Trento, Lorenzo Dellai, durante a inauguração das primeiras nove casas de madeira em São Demetrio, em declarações para os meios de comunicação locais.

Durante o ato, o subdiretor de Defesa Civil, Bernardo de Bernardinis, afirmou sentir-se "orgulhoso" por ver estas primeiras casas nos Abruzos.

"Quero ressaltar que por trás delas há muito trabalho e não fruto de uma varinha mágica, mas de profissionalismo e constância, em um trabalho que nem sempre se deixa ver e que às vezes é escurecido pelo enfrentamento político", indicou. EFE mcs/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG