Vítimas de terremoto e tsunami no Japão já são mais de 14 mil

A maioria das vítimas fatais foram encontradas na província de Miyagi, a mais afetada pelo desastre

EFE |

O número de mortos pelo terremoto e o posterior tsunami de 11 de março no litoral nordeste do Japão superou os 14 mil, segundo os dados divulgados nesta quarta-feira pela Polícia japonesa.

O último boletim assinala que 14.013 pessoas morreram e outras 13.804 estão desaparecidas pelo terremoto de 9 graus na escala Richter e o devastador tsunami, com ondas que chegaram a 38 metros de altura.

A Agência Nacional de Polícia japonesa confirmou que mais de 90% das vítimas nas três províncias mais afetadas, Miyagi, Iwate e Fukushima, morreram afogadas pela onda gigante, que invadiu 40 quilômetros terra adentro.

A maior percentagem de vítimas fatais pelo tsunami foi registrada na província de Miyagi, a mais afetada pela catástrofe, que gerou a maior crise no Japão desde o fim da Segunda Guerra Mundial. De acordo com os últimos dados, morreram em Miyagi 8.505 pessoas, enquanto 7.934 outras seguem desaparecidas.

Em Iwate houve 4.033 mortos e 3.822 desaparecidos, enquanto em Fukushima o balanço é de 1.412 falecidos e 2.044 pessoas com paradeiro desconhecido.

    Leia tudo sobre: JAPÃOTERREMOTO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG