Vítimas de queda de helicóptero eram americanos que voltavam do Haiti

Santiago (R. Dominicana), 5 fev (EFE).

EFE |

- As duas pessoas que morreram no acidente de helicóptero ocorrido na noite desta quinta-feira no noroeste da República Dominicana eram o piloto e o copiloto da aeronave, ambos americanos, que voltavam de uma missão humanitária no Haiti, informaram hoje fontes oficiais.

As vítimas foram identificadas como o piloto John Ward e o copiloto James Jalovec, que morreram depois que o helicóptero pegou fogo após o acidente, ocorrido em uma zona montanhosa do município de Restauración, na província de Dajabón, na fronteira com o Haiti, confirmaram a Polícia e a Defesa Civil.

O helicóptero acidentado, um R44, retornava do Haiti após realizar uma missão humanitária em Porto Príncipe e deveria pousar no aeroporto da cidade de Santiago (norte).

O diretor provincial da Defesa Civil em Dajabón, Luciano Domínguez, declarou à imprensa que há investigações para saber se os americanos eram militares ou médicos.

Segundo Domínguez, foram encontrados no local do acidente objetos pessoais, uma touca de médico e um cartão de crédito com o nome de James.

De acordo com uma fonte militar, habitantes da região disseram ter ouvido no momento do acidente uma potente explosão e que imediatamente avistaram fumaça e chamas. EFE as/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG