Vítima da CIA exige extradição dos agentes que o seqüestraram

O alemão de origem libanesa Khaled el-Masri, vítima de um dos traslados secretos de terroristas presumíveis por parte da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA), recorreu hoje à justiça da Alemanha para pedir a Washington a extradição de 13 americanos suspeitos de seu seqüestro.

AFP |

El-Masri, capturado em 2004 na Macedônia, levado ao Afeganistão, onde foi torturado até ser libertado depois de cinco meses sem explicações, entrou com uma demanda no Tribunal Administrativo de Berlim para pedir a extradição de seus captores, segundo o porta-voz da corte.

Este alemão, que conta com o apoio da ONG "American civil liberties union" (ACLU), entre outros, quer que o goberno alemão dê prosseguimento às ordens de detenção ditadas em janeiro de 2007 por um tribunal de Munique (sul) contra 13 supostos agentes da CIA.

No verão (boreal) de 2007, o ministério de Justiça alemão anunciou ter solicitado a cooperação dos Estados Unidos para este caso.

Hoje, uma porta-voz do ministério afirmou à imprensa que Berlim havia preferido renunciar à apresentação de uma demanda de extradição formal uma vez que tinha poucas probabilidades de êxito.

ab/pmr/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG