Visita de bispos dos EUA a Cuba é positiva, diz Fundação Cubano-americana

Washington, 14 ago (EFE).- A próxima visita de bispos católicos dos Estados Unidos a Cuba é muito propícia e positiva, porque o povo cubano necessita toda a ajuda que puder receber, disse hoje o presidente da Fundação Nacional Cubano-americana, Francisco Hernández.

EFE |

A Conferência de Bispos Católicos anunciou que do dia 17 ao 21 de agosto o cardeal Sean O'Malley e os bispos Thomas Wenski e Oscar Cantù visitarão paróquias em Havana, Holguín e Santiago de Cuba.

"Os bispos nesta visita devem levar em conta não só a situação espiritual, mas a situação econômica e política em que se encontra nosso povo", disse Hernández, em uma conversa telefônica com a Agência Efe.

"Esperemos que nesta ocasião, durante sua visita, os bispos possam encorajar o povo cubano", acrescentou. "E se não estiver em sua agenda talvez tenham oportunidade de se reunir com opositores e com as 'Damas de Branco' (familiares de opositores detidos em 2003)".

Hernández assinalou que este encontro seria uma oportunidade para essas mulheres "mostrarem para os bispos a terrível realidade enfrentada por seus maridos e filhos, condenados a até 25 anos de prisão apenas por expressarem opiniões contrárias ao regime".

Andrew Small, o sacerdote que dirige a ação da Conferência de Bispos dos EUA para a América Latina também participará da comissão.

A última visita de bispos católicos dos EUA a Cuba ocorreu há um ano, quando a ilha foi afetada pelo furacão que geraram perdas de mais de US$ 10 bilhões. EFE jab/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG