Vírus Stuxnet ataca indústria alemã

Sistemas da indústria nuclear iraniana foram supostamente atacados pelo mesmo vírus

EFE |

O vírus cibernético Stuxnet, que supostamente invadiu os sistemas da secreta indústria nuclear iraniana, atacou também a alemã, revela neste sábado o jornal "Süddeutsche Zeitung" em sua edição digital.

Pelo menos cinco clientes com sede neste país do grupo tecnológico alemão Siemens descobriram o vírus do tipo troiano instalado em seus sistemas.

Até agora, 15 clientes no mundo comunicaram ter descoberto o troiano Stuxnet instalado em seus sistemas de informática.

Entre as indústrias afetadas estão as centrais elétricas, fábricas químicas e plantas de produção industrial que funcionam com sistemas de informática da Siemens na Europa Ocidental, Ásia e nos Estados Unidos, afirma o jornal. Os técnicos conseguiram remover o vírus de todos os casos sem afetar as operações.

O troiano Stuxnet, cuja criação foi iniciada há décadas por técnicos da Siemens, ataca especialmente o software do tipo WinCC, como o que usa o grupo alemão para controlar e gerenciar todas as empresas.

A usina nuclear iraniana de Bushehr está entre os alvos.

    Leia tudo sobre: irãprograma nuclearvírus cibernéticoStuxnet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG