Vírus que já causou estragos na internet ficará ainda mais forte em abril

Um poderoso vírus que já atacou milhões de computadores em todo o mundo pode se fortalecer ainda mais no dia 1º de abril, tornando-se mais difícil de combater - sem, no entanto, causar muita devastação, acredita-se.

AFP |

A gigante americana do software Microsoft já prometeu uma resompensa de 250.000 dólares para quem conseguir identificar os criadores deste vírus, conhecido como Conficker ou DownAdUP.

Este vírus é programado para se fortificar na quarta-feira, 1º de abril, tornando mais complicado os meios para combatê-lo, explicou o pesquisador Paul Ferguson, especialista em ameaças virtuais da Trend Micro, empresa de segurança virtual. No entanto, não há nada que permita saber se ele passará para um modo de ataque", estimou.

Os hackers que controlam este vírus "estão fortalecendo sua capacidade de sobrevivência contra os esforços (...) para dominuir a capacidade danosa desta coisa", afirmou.

Graças ao poderio de sua "botnet" (rede de computadores infectados que passam a "trabalhar" para os hackers), o Conficker já dominou entre uma e duas milhões de máquinas, incluindo uma rede da Marinha francesa. Sua especialidade é descobrir e roubar contra-senhas.

A Microsoft já modificou seu antivírus Malicious Software Removal Tool, que pode ser baixado de graça, para detectar e destruir o Conficker, mas "continua buscando novas maneiras de neutralizar a ameaça do Conficker para dar a seus clientes mais tempo para colocar em dia seus sistemas", indicou um dos encarregados de segurança da empresa, Christopher Budd.

Hoje, o Conficker está programado para tomar o controle de 250 sites por dia. Na quarta-feira, aumentará sua força para chegar a 50.000 páginas diárias, o que tornará mais difícil localizar o ataque, segundo Mikko Hyponen, da empresa F-Secure, especializada em segurança virtual.

Ainda de acordo com Hyponen, o Conficker foi detectado pela primeira vez em novembro de 2008.

gc/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG