Vírus HIN1 da gripe suína não deve sofrer mutação

O vírus H1N1 responsável pela pandemia de gripe suína não deve sofrer mutação pelo que não se tornará, portanto, mais virulento nesta temporada, segundo estudo com animais que mostraram que este novo tipo não combina com outras cepas da gripe sazonal.

AFP |

Com cobaias infectadas por três diferentes vírus da gripe, pesquisadores observaram que o vírus H1N1 não se combina com as duas outras cepas virais da gripe sazonal 2009 para formar uma supervírus, segundo pesquisa publicada nesta terça-feira.

O vírus H1N1 se impôs, ao contrário, afastando os demais, reproduzindo-se em corpos de cobaias, em média, duas vezes mais rápido, destacaram os autores deste estudo da Universidade de Maryland (leste) divulgado no PLOS Currents.

"O vírus H1N1 da pandemia de gripe suína ficou acima das duas outras principais cepas da gripe sazonal 2009 e tem todas as características de um vírus totalmente adaptado ao organismo humano", indicou o especialista Daniel Perez, diretor do programa agrícola de prevenção e controle da gripe aviária com sede na Universidade de Maryland, e principal autor deste trabalho.

"Os resultados deste estudo levam a pensar que o vírus H1N1 da gripe suína domina o vírus da gripe sazonal e pode também ser mais contagioso", ressaltou o doutor Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional americano de Alergias e Doenças Infecciosas (NIAID) que financiou esta pesquisa.

"Estes novos dados, apesar de preliminares, mostram a necessidade de uma vacina contra a gripe sazonal e a gripe suína neste outono e neste inverno (no Hemisfério Norte), disse, em comunicado.

js/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG